Encantos e especulações sobre Goiânia na visão de ciclistas e escritores

Por Zezé Silva

O programa virtual Goiás Encanto & Prosa desta quinta-feira, 19 de maio, faz uma abordagem sobre as ações culturais que trazem em seu bojo a educação, o repasse de informação à população, a especulação sobre Goiânia e a valorização da diversidade. Para discorrer sobre estes temas, foram convidados o escritor Adérito Schneider, um dos organizadores do livro Cidade Infundada, o odontólogo Supercílio Barros Filho, vice-presidente da associação Na Bike com Deficiente Visual (NBDV), e um dos participantes da entidade, Flávio César Santos, portador de deficientes visual.

Adérito Schneider é jornalista, roteirista, cineasta e professor universitário. Ao longo do ano passado, ele e a também escritora Fernanda Marra desenvolveram o projeto Cidade Infundada com a realização on line de palestras, oficina e concurso literário. A última etapa do projeto, o lançamento do livro de contos Cidade Infundada, acontece no dia 29 de maio, no Abrigô Coletivo, em Goiânia.

Adérito Schneider

O livro reúne 25 contos inéditos de ficção especulativa tendo como pano de fundo a cidade de Goiânia. Todos os contos são de autoria de escritores goianos. Adérito Schneider relata que a proposta estética de ficção especulativa foi escolhida há alguns anos. A realização da obra coincidiu com a pandemia de Covid-19, que trouxe novas indagações e incertezas e norteou diferentes abordagens. O escritor destaca a importância de especular outras realidades, apontar os riscos inerentes e as rotas de fuga.

Passeios por Goiânia

Supercílio Barros Filho

O grupo Na Bike com Deficientes Visuais foi estruturado em 2017 Um grupo de amigos, apaixonado por ciclismo, decidiu oportunizar um pouco de lazer e conhecimento sobre os principais pontos históricos e turísticos da cidade às pessoas que, por questões diversas, são deficientes visuais. Aos poucos, a entidade foi se consolidando, conquistando o apoio de instituições e empresas e a adesão das pessoas que não enxergam ou têm grande dificuldade de enxergar.

Supercílio Barros Filho informa que, atualmente, o NBDV tem 46 participantes, entre condutores e deficientes visuais. O grupo se reúne para os passeios em bicicletas adaptadas no terceiro domingo do mês, no Parque Areião, no Setor Pedro Ludovico. De lá, os ciclistas saem pelas ruas e avenidas de Goiânia, com o respaldo e a segurança de equipes da Secretaria de Mobilidade de Goiânia e da Unimed.

O vice-presidente do NBDV destaca que o grupo desenvolve as atividades sem qualquer pretensão paternalista. “Visamos, antes de tudo, assegurar a cidadania destas pessoas, levando a elas a informação”, sublinha. Nos passeios, conforme diz, os condutores são orientados a descrever para o deficiente visual os aspectos da cidade, a história e características dos pontos turísticos.

Flávio César Santos

O programa online Goiás Encanto & Prosa será transmitido ao vivo às 20h30 desta quinta-feira, 19 de maio, por meio de sua página no Facebook e do canal no Youtube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.