Fascista ainda maquina o golpe: Bate-papo com Hélio Doyle

Enquanto as demais forças políticas priorizam as eleições de 2022, o fascista que desgoverna o Brasil não amainou sua fúria e ainda maquina o golpe, mantendo mobilizada sua base política e militar e aparelhando o estado brasileiro, inclusive no Judiciário.

Esta, em linhas gerais, é a análise do Hélio neste Bate-papo, onde tratou de outros temas polítcos e também comentou dobre o Dia Internacional dos Direitos Humanos, lembrado nesta sexta.

No Baú o Hélio finaliza suas memórias sobre o processo eleitoral na democracia popular em Cuba.

Este é o último Bate-papo com Hélio Doyle do ano. Entraremos de férias e retornaremos em janeiro.

Confira:

One Reply to “Fascista ainda maquina o golpe: Bate-papo com Hélio Doyle”

  1. Vamos nos preparar para o próximo ano, na perspectiva de um golpe militar liderado pelo ignóbil Bolsonaro. Mas que tenhamos claro que será um golpe nazifascistas por parte de militares saudosos de 64, guarda pretoriana do Mercado.
    Em 64 acreditávamos que não duraria muito, durou 21 anos.
    A crise do capitalismo se agudizou, não dá para prever como irão operar os novos ditadores, militares dessa nova geração, vê-se claramente que são mais obtusos e sem nenhum compromisso com o povo trabalhador.
    Muito bem, Hélio Doyle, mais um belíssimo bate-papo. Bom descanso, que o Ano Novo lhe traga novas e também pertinentes reflexões. Até.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.