Demissão de ministro mostra covardia de Bolsonaro para peitar a Petrobras: Bate-papo com Hélio Doyle

A demissão do ministro Bento Albuquerque é mais uma demonstração da covardia do fascista para enfrentar a Petrobras e conter as altas dos combustíveis. Bolsonaro, segundo analisa Hélio Doyle neste Bate-papo, joga a culpa do reajuste do diesel no ministro e, covardemente, mais uma vez tira o corpo fora perante um problema que ele pode, sim, interferir e resolver.

Outro tema deste Bate-papo é a relação entre acontecimentos políticos na Irlanda, França, Alemanha e Filipinas e o Brasil. São realidades diferentes, mas há pontos de contato.

No Baú, o Hélio prossegue reportando o plano Cohen, dentro da série sobre conspirações no Brasil.

Finalizando, o Hélio informa sobre o lançamento de sua coautoria com embaixador do Saara Ocidental, Emboirik Ahmed, em comemoração aos 49 anos da Frente Polisário, que luta pela libertação daquele país da dominação colonial do Marrocos.

Assista:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.