Graffiti e a cultura hip hop ampliam espaços em Barra do Garças

Da Assessoria

O graffiti, um dos elementos da cultura hip hop, começa a ocupar com mais intensidade as ruas, muros e paredes de Barra do Garças esta semana. Três de seus mais talentosos artistas urbanos – João Otávio,Pedro Carvalho e Jonathan Cabral – vão oferecer suas obras aos moradores e visitantes da cidade dentro do Festival Cultural e Natal – Barra Encanta, que acontece até 30 deste mês.

O Barra Encanta foi contemplado no edital MT Afluentes, da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer. O evento, lançado no último domingo (19.12), além dos graffitis conta com uma série de atividades artísticas, entre as quais shows no Porto do Baé, em três bairros da cidade e em três aldeias xavante, exposição de artes plásticas, espetáculos de teatro, instalações e feira de artesanato. A produção é da Secretaria Municipal de Cultura de Barra do Garças em conjunto com o Mutirum Instituto da Cultura.

João Otávio Menezes Pereira tem 27 anos, nasceu em Água Boa e reside em Barra do Garças desde 2008. Formado em engenharia civil pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) em 2017, desde 2014 ele tem “procurando o sentido da vida através da arte”. Além de ilustração convencional e digital, ele trabalha com tinta acrílica sobre tela e murais em paredes usando técnicas mistas.

“Pretendo fazer o mural em frente a entrada da Escadaria do Cristo e em um muro que ainda está pendente da autorização do proprietário. “O tema foco é o folclore e cultura de Barra do garças. Além dos mistérios da Serra do Roncador, envolvendo a busca do Coronel Fawcett pela cidade perdida, e a garrafa de diamantes de Simeão Arraya. Fiz questão de fazer alusão ao nosso Discoporto e outros pontos icônicos do nosso município”, explica ele.

Esboço de um dos painéis do João Otávio

Nascido em Barra do Garças há 32 anos, Pedro Carvalho é graduado em Design pela PUC de Goiás. É artista plástico e tatuador, atuante desde 2011. Atualmente, seus murais podem ser encontrados no Centro de Cultura e Artes Valdon Varjão, no gabinete da Prefeitura, no Parque das Águas Quentes, no Parque Estadual da Serra Azul, no Tucunaré da Telha, no Encontro das Águas, na Academia Moviment e outros diversos lugares relevantes da cidade. Pedro vai fazer um mural no Auto Posto Vale da Serra e o outro na Escadaria do Cristo.

Pedro Carvalho
Graffiti do Pedro no Centro de Cultura e Artes Valdon Varjão
Esboço do painel do Pedro Carvalho

Jonathan Cabral, que no graffiti assina “Noob 87”, vai fazer painéis na antiga rodoviária e na quadra na entrada da cidade, no São José.

“Desde de criança, já despertei interesse pelas artes. Ainda na escola comecei meus primeiros traços nos desenhos, tentando reproduz as figuras que eu via nos livros. Com o tempo fui me aprimorando, pesquisando, tentando sempre melhorar meus traços”, recorda Jonathan.

Noob 87

O encantamento pelo graffit surgiu em 2006, quando conheceu este elementos do hip Hop. “É a cultura da qual pertenço. Comecei no graffiti no projeto hip Hop em prol da paz, onde eram ministradas as oficinas de hip Hop. Comecei como aluno, depois me tornei oficineiro. Desde então nunca mais parei e hoje sou o principal representante do original graffiti em nossa região. Meu objetivo é que a arte alcance o maior número de pessoas, e que através dela eu possa passar uma mensagem positiva, que possa refletir”, pontua ele.

Acima e abaixo os esboços dos painéis de Noob 87

Além de grafiteiro, Noob 87 é artista plástico e designer gráfico. “Sou natural de Barra do Garças, sou o curador do festival Graffita-Araguaia aqui na região, onde já trouxe vários artistas de nível nacional pra pintar aqui na nossa região”, finaliza ele.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.