Componente de arma química usada na guerra do Vietnã destrói plantações e ameaça vidas em comunidade rural de Mato Grosso

Sobre isto conversamos com Eduardo Darvin, do Instituto Centro de Vida (ICV), entidade  que lançou campanha de ajuda a agricultores familiares atingidos pelo agrotóxico a

 

Por João Negrão

 

O veneno 2,4-D, que é um componente do agente laranja, uma das armas químicas empregadas pelos Estados Unidos na Guerra do Vietnã, foi pulverizado no município de Paranaíta, no extremo Norte de Mato Grosso, e atingiu mais de 20 propriedades de pequenos agricultores, causando danos às plantações e contaminando trabalhadores e animais.

A denúncia foi feita pelo Instituto Centro de Vida (ICV), com sede em Cuiabá, capital do Estado, e atua há pelos menos quatro décadas em Mato Grosso. O uso do veneno, que é altamente letal, é proibido, mas uma brecha em decisão da Anvisa (Agencia Nacional de Vigilância Sanitária) permite que quem já o adquiriu possa continuar usando.

O uso indiscriminado do 2,4-D e outros agrotóxicos altamente perigosos, é feito com muita frequência em propriedade do agronegócios, e suas vastas plantações de soja, milho e algodão. Essas grandes propriedades, aliás, vêm cometendo outro crime ambiental: avançam sobre a floresta amazônica no Norte de Mato Grosso e tentam “engolir” as pequenas propriedades.

Estes e outros assuntos formaram a pauta da conversa da TV 61 com o biólogo Eduardo Darvin, coordenador do Programa de Negócios Sociais do ICV. Falamos ainda sobre a importância da manutenção de áreas preservação de preservação ambiental e reservas indígenas, que hoje garantem o pouco de floresta que ainda resiste.

Eduardo Darvin comentou ainda sobre os riscos de que o Pantanal mato-grossense possa sofre a mesma tragédia do ano passado, em que incêndios devastaram quase 40% de seu território, matando milhares de animais, destruindo vegetação e causando danos às comunidades  pantaneiras tradicionais.

Abaixo você confere a entrevista com Eduardo Darvin e logo em seguida a matéria sobre a campanha do ICV publicada em seu site.

Confira a entrevista:

Clique aqui para ver a matéria sobre a Campanha pede ajuda a agricultores familiares atingidos por agrotóxico em MT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *