Papa anuncia Consistório: Dom Steiner e Dom Paulo Cezar Costa serão cardeais

Notícia alvissareira. Da janela do apartamento pontifício, o Papa Francisco anuncia Consistório que se realizará em 27 de agosto próximo com a criação de 21 novos cardeais, entre eles, os brasileiros: Dom Leonardo Steiner e Dom Paulo Cezar Costa serão cardeais.


“Rezemos pelos novos cardeais – pediu o Santo Padre após o anúncio – para que, confirmando a sua adesão a Cristo, me ajudem no meu ministério de Bispo de Roma para o bem de todo o fiel Povo Santo de Deus”.


Razão de júbilo para a Comissão Justiça e Paz de Brasília.


Dom Leonardo Ulrich Steiner, O.F.M. – Arcebispo Metropolitano de Manaus, foi o Bispo orientador da CJP ao tempo em que Secretário-Geral da CNBB, foi incardinado na Arquidiocese de Brasília, na condição de Bispo-Auxiliar.


Com disposição acolhedora, não obstante os seus misteres na Conferência, esteve sempre muito presente no serviço de justiça e paz, orientando a ação pastoral e com elevado discernimento. Mestre e guia, quando sua orientação e seu exemplo se fizeram necessários, sobretudo nos momentos desafiadores do agir, importante destacar sua postura firme em frente a tratores para impedir remoção de comunidades ancestrais em área disputada pela especulação imobiliária em Brasília; e sua lucidez esclarecedora nos programas (Rádio Nova Aliança) e nas conversas de Justiça e Paz.


A CJP Brasília saúda o “Cardeal da Amazônia”, como já está sendo proclamado por sua Arquidiocese.
​Já a indicação de Dom Paulo Cezar Costa – Arcebispo Metropolita da Arquidiocese de Brasília, cuja biografia foi atualizada pelo Vatican News ao divulgar o Consistório, traz ainda mais projeção para os serviços pastorais da Arquidiocese de Brasília, com suas qualificações e as novas aquisições que a experiência de sua atuação na Capital do País proporcionam.


​A sua nomeação, anunciada na conclusão do Regina Coeli neste domingo (29/05) em que a Igreja festeja a Ascensão do Senhor, confirma as melhores expectativas que a CJP Brasília havia prenunciado em nota, quando assumiu a Arquidiocese de Brasília: “No novo Arcebispo de Brasília, convergem todos os carismas, que o credenciam para os altos desafios pastorais”, tanto mais exigentes, quanto mais elevada a distinção que a indicação pontifícia vem conferir.


​Com o novo Cardeal, aquelas e aqueles que integram os organismos e serviços pastorais em Brasília se sentem apoiados a atuar na preservação da justiça e da paz, para contribuir com a educação e fomentar uma cidadania orientada pelos ensinamentos da Igreja e pontifícios, na consciência inculcada no exemplo do Papa Francisco e seu contínuo e pedagógico diálogo com os movimentos sociais, principalmente os eclesiais. Para, em suma, exercitar aquela dimensão sublime da caridade que é a política (EG), mas uma política salutar, que ponha em primeiro plano a vida plena, que não se submeta à economia, que seja capaz de reformar as instituições, coordená-las e dotá-las de bons procedimentos, em seu sentido misericordioso e fraterno (Atos 4: 32-37).

Fonte: Vatican News

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.