Liberdade para Rodrigo Pilha, o preso político de Bolsonaro: entrevista com Érico Grassi, seu irmão

Da Redação

 

Entrevistamos Érico Grassi, irmão do jornalista a ativista Rodrigo Pilha, preso após entender, junto com mais quatro ativistas, uma faixa em frente ao Palácio do Planalto, denunciando Bolsonaro Genocida.

Por uma sucessão de erros e atos arbitrários, Rodrigo Pilha continuou detido mesmo após a própria Polícia Federal considerar que o ato não era crime. Chegou a ser libertado com os demais companheiros, mas foi chamado de volta por conta de uma condenação por desacato de autoridade.

Ocorre que desacatado, além de não ser mais tipificado como crime, se ainda o fosse daria apenas medida socioeducativa. Contudo, por conta de manobras da justiça, Pilha permanece recolhido na Papuda, quando deveria estar em prisão domiciliar, como pediu na última sexta-feira (23.03.21) o Ministério Público.

Nesta entrevista, Érico Grassi, que é o porta-voz da família, conta como está a situação do Pilha e fala sobre as arbitrariedades que levaram à sua prisão, entre outros assuntos que abordamos. Por conta de problemas de conexão, a parte final da entrevista, que eram as saudações e despedidas, foi cortada, sem, no entanto, comprometer seu conteúdo essencial.

Confira o vídeo da entrevista:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *